Batatas Desidratadas…

Usando as metades das batatas que sobraram de plantar ontem decidimos experimentar desidratar as mesmas, até porque não nos apetecia comer batatas ontem. Por isso ou metíamos nos frigorífico em agua ou então a solução mais óbvia era usar o nosso belo desidratador e aproveitar as batatas para mais tarde.

Para desidratar batatas de maneira a que elas não fiquem castanhas, tem que se cozer um pouco as batatas antes de desidratar, não demora muito, nós cozemos em agua a ferver durante uns 5 minutos não mais do que isso.

Optámos por cortar as batatas as rodelas facilitando assim o processo de desidratação. O que realmente deu mais trabalho no meio de isto tudo foi mesmo o cortar as batatas às rodelas +/- do mesmo tamanho…

Em seguida metemos no desidratador, e passadas mais ou menos 8 horas tínhamos as batatas com um aspecto estaladiço…

A ideia é agora experimentar colocar na fritadeira directamente do frasco onde as vamos guardar, se for para cozer é ainda mais fácil é só meter dentro da panela e cozer… simples não? 😉 depois contamos como correu…

Nota: Aproveitámos também que íamos ligar o desidratador e desidratámos o resto do ananás natural que lá tínhamos e duas maças, depois falamos sobre as maças.

O Bidon da Palha…

Infelizmente não temos um celeiro, nem espaço para construir algo que se pareça com sitio para guardar a palha, por isso e depois de comprarmos o fardo de palha, tínhamos que arranjar um sitio onde a guardar.

Já à muito tempo que tínhamos parado no quintal os Barris de 200lts que tínhamos comprado para recuperar água da chuva, mas por um motivo ou por outro ainda não os implementamos, por isso uma das alternativas era aproveitar um deles para guardar a palha :).

Estes barris que compramos não têm tampa, tem apenas dois buracos para retirar e colocar líquidos lá dentro. Íamos precisar de abrir um buraco, e para isso optámos por abrir no fundo do barril, assim de futuro se quisermos aproveitar para a agua ainda dá.

Um berbequim, uma serra tico tico e minutos depois:

Temos o barril sem tampa. Agora era preciso limpar por dentro, porque estava molhado. Nota: Aparentemente o liquido que la vinha dentro de lavarem os barris tem “lixívia” ora quando despejei a agua foi para a zona das árvores e apanhou um pouco as folhas da árvore de Kumquats, deixando as assim um pouco queimadas… esperemos que não prejudique a árvore, até porque esta cheia de flor nova, vamos ter que a manter debaixo de olho! Mas foi um alerta porque assim já sabemos que temos que lavar bem os outros barris antes de os enchermos de agua da chuva para regar o quintal…

Enfim, voltando ao barril, como estávamos a dizer, tínhamos que o limpar por dentro:

Nada melhor do que metermos nos dentro do assunto 😉

E pronto, cerca de 30 minutos depois, tínhamos um barril de agua, cheio de palha:

Não é dos melhores sítios, ate porque não cabe la um fardo de palha inteiro, mas para já vai ter que servir 😉

Já agora mais uma nota a parte, se algum dia comprarem um fardo de palha, cuidado quando cortarem os arames, é que aquilo expande para xuxu e quando dizemos xuxu não estamos a exagerar,  aquilo fica com mais do dobro do tamanho 😉

E pronto mais um pequeno DIY para melhorar o nosso pequeno espaço de terra.

Novas Leituras…

No seguimento da nossa ideia de comprar um desidratador de comida para preservarmos os vegetais, o meu tio recomendou-nos este livro para lermos.

Já esta na calha 😉

The Beginner’s Guide to Preserving Food at Home: Easy Techniques for the Freshest Flavors in Jams, Jellies, Pickles, Relishes, Salsas, Sauces, and Frozen and Dried Fruits and Vegetables

Amazon

Temos que começar a por as leituras em dia 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...