O restauro do Machado – 2ª Parte

Ontem, la pegámos novamente no machado para continuar a segunda parte do seu restauro, ou seja, a pintura. Cada vez mais temos a impressão que o machado irá ser usado mas como uma peça de exposição.

A Pintura:

Queríamos deixar uma parte com o ferro a mostra, e para isso recorremos à fita cola.

Não era importante que a fita-cola ficasse sem bolhas o importante era que ficasse alinhada +/- igual dos dois lados.

Recorrendo a um bocado de fio electrico, penduramos o machado na rua para podermos pintar à vontade sem sujar paredes ou outros objectos.

Demos umas boas camadas para ficar com um ar bastante sólido.

E o resultado final foi este:

Depois de secar um pouco demos com um fixante de tinta que a Faneca tinha la dos trabalhos dela para a tinta não sair. E agora é só esperar mais ou menos 24 horas e passar a fase seguinte, ou seja a de montar no cabo e afiar a lamina.

Hoje a noite já devemos acabar este projecto de “Restauro” e tem mesmo que ser porque em breve vamos ter novos moradores lá por casa e temos que preparar as “coisas” 😉

O restauro do Machado – 1ª Parte

Este machado era do meu pai e lembro-me que raramente me deixava mexer por ser perigoso. Não é um machado xpto mas tem valor sentimental e lembro-me que já uma vez se tinha partido e o meu pai com a sua paciência de jó la o arranjou e assim se aguentou por mais uns anitos, diria mais de 15. Mas como tudo, la se partiu novamente.

Ja andava partido no armário do quintal a mais de 2 meses, e agora decidimos que tinha que ser arranjado. Ainda não sabemos se será para usar ou simplesmente para colocar por cima da churrasqueira a enfeitar. Até porque o cabo cada vez esta mais pequeno, e pensamos que depois de arranjado, já não terá balanço suficiente para ser um machado usável.

Mas vamos ao que interessa, o arranjo.

A primeira parte era tirar o bocado partido de dentro do machado.

Nada que um martelo, um torno e um formão de madeira não resolvessem. Tirada a peça era a altura que talvez fosse dar mais trabalho, ou seja, desbastar parte do cabo até à medida certa do machado.


Para isso começamos por desbastar com a ajuda de um formão de madeira, passando depois para uma mini-polaina, e acabando como sempre, para ficar realmente liso, com a lixadeira de rolos eléctrica.

Deu algum trabalho de cerca de 1 a 2 horas com cuidado para não tirar demais nem de menos 😉

Ariops…tínhamos machado no sitio.

Mas ainda temos que fazer uma pasta de serradura e cola para encher os espaços que se podem ver na foto acima. E este é mais um dos motivos pelo qual pensamos que este machado não será mais usado para cortar madeira. Mas que vai ficar um bom trabalho la isso vai.

O que falta fazer:

  • Pintar – Será pintado de branco porque é a única tinta que tínhamos la anti-ferrugem.
  • Colocar o cabo – E o respectivo enchimento.
  • Afiar – Machado que é machado tem que ser bem afiado. Vamos usar umas técnicas que vimos no Discovery Channel sobre Espadas de Samurai 😛
  • Expor na Parede

Mas isso é para um outro post que este já vai longo 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...