Apanhámos as Cebolas…

Quando no passado dia 07/11/2011  plantámos cebolas, não fazíamos ideia se ia correr bem ou não.

Mas a verdade é que ao longo destes meses, fomos vendo as mesmas a desenvolverem-se cada vez mais e ontem foi então o grande dia de as apanhar 🙂

Não sabemos ao certo se já estaria na altura, mas considerando que parte da rama já começava a secar, achámos que sim.

A ideia era apanha-las e deixar à sombra a secar com a rama grande, para depois fazermos tranças de cebolas para guardar. Mas como sempre a nossa falta de espaço falou mais alto e optámos por cortar a rama deixando perto de 10 cm’s em cada cebola e deixar a secar à sombra.

São perto de 3Kgs de cebola, o que não é muito, mas se considerarmos que foi a primeira vez à experiência que o fizemos, não é nada mau 🙂

E que bom aspecto que elas teem. Agora algumas vamos comendo assim em verdes e as outras vão secando para durarem mais tempo.

A Couve Flor…em 2012/05/25

Finalmente apanhámos as couves que tinhamos plantado no inicio do Inverno. So plantámos couve flor porque a experiência de cultivo de couves sem produtos químicos não foi boa. Por isso não quisemos arriscar, mas a realidade é que conseguimos tirar umas belas 6 couves flor que iremos tentar fazer pickles com as cenouras que também temos cultivadas na nossa pequena horta 🙂

E digam lá que não tem bom aspecto? Para o ano somos capazes de tentar novamente 🙂

Nota: À semelhança do que pedimos para as azeitonas, queríamos pedir dicas para fazer pickles deixem ai nos comentários. Obrigado

A Entrevista com Jules Dervaes…

Foi ontem que aconteceu a entrevista que já vínhamos aqui a anunciar há algum tempo.

Estava programada para as 19:00 ou 11:00am(PST) e começou mesmo a hora certa.

O que podemos dizer é que falar com Jules Dervaes deu-nos bastante força para continuarmos o nosso projecto, para não desistirmos de plantar, tentar, tentar, tentar, estas foram as palavras de Jules.

Estamos neste momento a ouvir a entrevista que, felizmente, Jordanne Dervaes tinha gravado porque o software que usámos aparentemente, a versão que tínhamos, não grava som em Mac’s Intel 🙁 …. mas no final tudo se resolveu. Devo confessar que o meu Inglês… bem… digamos que precisa de muita afinação… mas nós prometemos que adicionamos legendas 😉

Resumindo, falaram-se de assuntos como:

  • E.Coli – USA vs Europe…
  • O Porque?…
  • À quanto tempo…
  • Maiores dificuldades…
  • Como aprenderem – o que leram o que consultaram…
  • O que os motiva e como motivar os próximos…
  • Saúde…
  • Comercio…
  • Pequenas diferenças – (ex: Pendurar roupa no estendal vs secar na maquina)
  • Férias…
  • Entre outras conversas 🙂

Mais uma vez o que podemos dizer é que foi uma experiência bastante agradável e esperamos repetir um dia 🙂

Quem sabe não tomamos o gosto e começamos a entrevistar mais pessoas aqui para o blog, se alguém tiver ideias ou sugestões, já sabem.

Para já vamos processar a entrevista, fazer uns quantos “cortes e costuras”, adicionar algumas imagens, talvez um som de fundo, e quem sabe talvez consigamos sobrepor o som por cima da entrevista gravada…quem sabe, quem sabe… 🙂

Fiquem por ai que é breve damos noticias…

O Nosso Desidratador de Comida…


Como já calculávamos chegou ontem o nosso desidratador de comida que adquirimos no César Casto no Porto.

Infelizmente vinha com a tampa de plástico partida, mas nada que um rápido telefonema para a loja não resolvesse, hoje devemos receber uma tampa nova pelo correio, “No questions asked” estamos realmente muito satisfeitos com o serviço que nos foi prestado e certamente voltaremos a fazer negocio, até porque ja andamos a namorar uma maquina de vácuo que eles la têm bem como uns workshops. Podem dar uma olhadela na pagina deles do Facebook.

Bem, mas voltando ao desidratador, a única coisa que tínhamos la para experimentar era limões e laranjas, e pronto, lá teve que ser 😉

Cortamos tudo as fatias como vimos nos vídeos e espalhamos pelas travessas da maquina, e ligámos. Segundo lemos não existe tal coisa como “Desidratar demais”, por isso não estávamos muito preocupados com as horas que aquilo lá fica a não ser a questão do gasto de electricidade, por isso ficou a noite toda, e como estávamos a desidratar limoes, ficou um cheirinho a limão muito agradável pela casa fora, é sempre a ganhar 😉

Hoje de manhã desligamos o desidratador, porque não queríamos sair de casa com aquilo ligado, e algumas das rodelas já estavam estaladiças, assim tipo batata frita, por isso está a correr bem, logo a noite voltamos a ligar, apenas com as que ainda não estão prontas.

Para já que conclusões podemos tirar:

  • Ainda vamos ter que aprender muito
  • Infelizmente nem todas as rodelas desidratam ao mesmo tempo
  • Arranjar um cortador de fatias de fruta, para ficarem todas iguais
  • Achamos que há solução para não ficarem com aquela cor castanha
  • Experimentar com outros frutos/vegetais
  • Re-hidratar novamente.
  • Comprar frascos de vidro para guardar os produtos em vácuo
  • Mandar vir “Oxigen Absorvers” para meter dentro dos frascos e remover o ar, criando vácuo.

Infelizmente em Portugal não existe muita coisa sobre isto e temos então que andar a pesca 😉 mas para já estamos satisfeitos e pensamos que vai tudo correr bem. Nos vamos dando mais detalhes.

Nota Importante: Uma das principais razões pelas quais fazemos isto é para não desperdiçar comida, por exemplo os limões, como não damos vazão a 8 limoeiros que a minha mãe tem e mais alguns de amigos, e não dá para fazer limonada e congelar (não temos espaço no congelador) , esta é uma das melhores soluções. Bem como outros vegetais.

Desidratador de Comida…

Mais uns dias e já o devemos ter ;).

Foi comprado na César Casto Online e saiu mais barato do que se mandasse-mos vir de UK, incrível não?

Agora so temos que aprender a trabalhar com ele e arranjar pazadas de frascos de vidro para guardar os vegetais e a fruta que vamos desidratar.

Entretanto encontrámos este site de uma Sra. dos USA que parece que domina a ciência dos desidratadores de comida.

A mesma Sra tem uma serie de 10 videos no youtube com o basico de como desidratar comida, inclusive lá pelo meio ela fala das vantagens de desidratar face a “crise” que se sente actualmente no planeta em termos monetários.

Fica aqui a primeira parte e depois vão clicando, nos outros.

Mais uma aventura dos Fanecos que vamos ver como corre 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...