Cabbage Decoy Butterfly…

One of the bigger problems we had in Portugal when we tried to grow broccoli and cauliflower were the Cabbage white butterflies, which basicaly land on the green leaves of the cabbages and drop million eggs, which then hatch worms that feed on the cabbage leaves, ruining the crop.

cabbage-white-butterflySince we don’t plan on using pesticides on our crops, we are always trying new techniques, which was when we found this thing, on thingiverse.com.

What happens is that apparently cabbage white butterflies are antisocial when they’re laying their eggs, so the idea is to print on our 3D printer some decoy white butterflies, and plant them around the garden close to the cabbages.

decoy1So we printed three of these bad boys on white PLA, and followed the suggestions of the guy that made them on thingiverse.

decoy5We bended the butterfly a little on the middle…

decoy6We then added two small black dots and a scratch to simulate the body…

decoy8Using some leftover orange PLA we made the support…

decoy7Ready to go into place…

So after all the process of “building” the decoys, the only thing left was to place the decoys on the SFG and see if it works.

decoy9Eventually we are going to have to replace the stands with bigger ones, since the cabbage will grow and cover the butterflies. But so far it seems that is working, we have no signs of eggs, or white butterflies wondering around our crops.

Guess only time will tell, but from what we read of other people, it actually works… We’ll keep you posted.

Arranjámos a Banheira…

Quando nos mudamos para a casa onde estamos a viver atualmente, reparamos logo num problema.

tub1A frente da banheira estava toda partida…

Se há coisa que não gostamos é de ver uma casa de banho com coisas avariadas, não sei bem porque mas sempre foi algo que nos deixa desconfortáveis.

Visto que a casa é alugada e cá os alugueres funcionam de maneira diferente, contactamos a senhoria e expusemos a situação oferecendo-nos para arranjar a mesma ao qual a senhoria ficou bastante contente e ofereceu-se para pagar as peças que tivéssemos que comprar.

Uma pesquisa na net e encontrámos o que queríamos no sitio do costume, WoodiesDIY, só que estava esgotado nos que existem perto da nossa casa, acabámos por ter que ir a outro concelho para comprar. Deu para o passeio e um cafezinho a beira mar 😉

ZOLA_SIDPANEL_1038340Era mesmo isto, ate porque o chão da nossa casa de banho é escuro.

Claro que ficamos desde então a saber que fazer “obras” em casas Irlandesas não é coisa fácil, esta gente tem um problema qualquer com ângulos retos, e alem disso medidas standard?? o que é isso?

Ora bem, em Portugal tinhamos as ferramentas todas, serras elétricas, serras manuais, mas para cá não trouxemos nada disso, por isso restava-nos o velho serrote, paciência e calma para cortar o excesso de madeira para que a frente la coubesse.

tub6O Excesso…

tub4O Painel completo…

Após removermos a frente de plástico antiga e procedermos a típica limpeza, aproveitamos também para limpar os canos, tínhamos isto:

tub2Era preciso agora tirar medidas em termos de altura, porque o painel fica encaixado no rebordo da banheira. Nas setas na foto seguinte vê-se onde em cima encaixa e em baixo assenta.

tub3Depois de suarmos um bocado e fazer força para encaixar tudo no lugar ainda tínhamos que colocar o rodapé, que vinha incluído com o painel.

tub5Aqui podemos ver sem o Rodapé…

E finalmente, o resultado final:

tub7Ficou bem melhor que o que estava não? Ah, e ainda aproveitamos o bocado que cortamos no inicio para fazer ali uma pequena junção no lado esquerdo da banheira para tapar a fresta entre o painel e a parede.

Mandamos fotos para a Senhoria que aprovou e gostou muito do resultado final 😉

A Nova SFG – Dublin

Não vamos entrar em detalhes sobre o que é uma SFG, ate porque se procurarem aí pelo estaminé encontram tudo, ou quase tudo o que precisam saber.

Uma das coisas que mudamos desta vez, alem da estufa, foi que decidimos fazer tudo como manda a regra e usar a “Mel’s Mix” para o conteúdo da SFG.

A “Mel’s Mix” tem a seguinte composição:

  • 1/3 Vermiculite
  • 1/3 Peat Moss
  • 1/3 Varios tipos de composto

Como mais uma vez achamos o preço da Vermiculite ridiculamente caro, decidimos usar algo parecido, por recomendação num fórum, que é Horticultural Grit, basicamente faz o mesmo efeito que é o de manter o solo solto e ajudar a drenar a agua e permitir as raízes respirarem melhor.

Para a SFG, como não tínhamos madeiras para aproveitar, nem ferramenta para cortar as madeiras, encontramos um site muito em conta que vende mil e um tipos de raised beds, obviamente optamos pelo mais barato 😉

Na estufa também aproveitamos uma promoção no WoodiesDIY e conseguimos um bom negocio por uma estufa de 143cmX143cmX195cm e com 8 prateleiras la dentro, mas essas não vamos usar para já.

materiaisOs Materiais

Depois de uma manhã a fugir à chuva, lá conseguimos montar tudo para plantarmos no dia a seguir. A parte que deu mais trabalho foi mesmo misturar 300KG de materiais na hora sem ferramenta adequada, acabamos por usar a velha técnica das mãos 😉

E aqui fica agora o vídeo do processo todo, pedimos desculpa se o angulo nao é o melhor, mas a nossa velhinha Canon G9 ainda não é a prova de água.

Próximo passo, plantar tudo 😉

Estamos a Cultivar… Em Dublin…

balanco_dublinÉ um facto mais que sabido que nos mudamos para Dublin, por isso não vamos falar sobre isso.

Também é sabido que nunca perdemos a vontade de voltar a cultivar e ter os nosso próprios vegetais, pois bem, chegou a hora e nada como o inicio do Verão cá para começarmos esta aventura.

No fim de semana passado um colega da Faneca ofereceu-lhe batatas e cebolas prontas para cultivar, seguindo essa ideia fomos ate uma estufa aqui perto e compramos os seguintes pés:

  • 10 pés de Couve Flor
  • 9 pés de Brocolos
  • 2 pés de Tomate
  • 6 pés de Alface
  • 2 pés de Courgete
  • 1 pé de Pepino
  • 1 Vaso de Pendurar com 3 tipos de morangos, que segundo eles da morangos ate Outubro.

E com o que o colega da Faneca lhe deu que são:

  • 10 Batatas
  • 27 Cebolas

Se somarmos isto tudo vemos que temos o suficiente para encher uma SFG e mais qualquer coisita, no caso das batatas decidimos tentar novamente cultivar num balde.

Ora, com isto tudo tínhamos que construir uma nova SFG, e como o clima cá não da para todos os vegetais sem ser em estufa era importante procurar uma estufa que fosse em conta, porque como sabem gostamos sempre de fazer isto gastando o menos possível.

E conseguimos, descobrimos uma promoção no Aki cá do sítio (http://www.woodiesdiy.ie) de uma estufa e mandamos vir uma SFG já com a madeira tratada de outro site online.

Depois de uma manhã a tentar fugir a chuva conseguimos montar a SFG e a Estufa e o resultado final foi este:

final copyApesar de na foto já estar tudo plantado, no primeiro dia apenas montamos a SFG e a estufa, só plantamos no segundo dia quando fizemos os baldes também, aqueles cor de laranja ali ao lado.

Por isso durante esta semana fiquem por ai que vão sair mais posts e como já não fazemos um há muito tempo um pequeno vídeo nosso a montarmos tudo isto.

Já tínhamos saudades de sujar as mãos na terra e plantar. Esperamos que ainda por ai andem 😉

 

Novas peças para a Impressora…

Chegaram mais umas peças para a nossa impressora.

20Os motores…

19A Hotbed…

18A fonte de alimentação e um bocado de PLA de oferta…

16As correias para o eixo X e Y…

15A Hotend…

17E finalmente… o Cerebro da coisa 🙂

Claro que estivemos até as tantas a montar ja algumas destas peças e a verificar que há outras que vão dar um pouco mais de trabalho, como por exemplo ficamos a saber que a hotend que temos é demasiado pequena e por isso com o suporte para o extruder que temos, nao chega sequer a base :(.

Mas apos uns mails trocados com o Nuno, que ja tinha passado pelo mesmo problema, chegámos a conclusão que precisava de um “adaptador” para este tipo de hotend. O adaptador é este:

Screen Shot 2013-06-20 at 2.49.29 PM

Printrbot Hotend Adapter v2.0

Surgiu então uma daquelas situações de galinha e do ovo.

Ora bem eu preciso de uma peca para começar a imprimir mas preciso de imprimir essa peça.

Mas, alguns mais depois… Existe uma empresa em dublin – LayerLabs que basta mandar para la o .stl que eles nos dão um preço de impressão. E tal nao foi a nossa surpresa quando apenas 1 hora depois recebemos um email a dizer que já tinham impresso a peça e que no espirito do Reprap, a impressão era oferta. Temos que admirar esta comunidade 🙂 amanha já nos vamos encontrar com o responsável que nos vem trazer a peça quase aqui a porta do trabalho. Apenas temos uma palavra. AMAZING! Ficámos no entanto de angariar pessoas para fazer like na pagina dele no Facebook, por isso vá, façam nos lá esse favor 🙂

E eles tambem vão fazer um workshop 3D no final de Setembro, por isso se quiserem dar um pulinho a Dublin para comparecer, avisem.

E estamos de volta à construção da nossa impressora e claro que em breve teremos mais noticias 🙂

 

Começamos o Novo Projecto…

Quando no passado dia 03/12/2012 falamos que tinhamos um novo projecto nao pensavamos que o mesmo fosse ficar dentro de uma gaveta tanto tempo antes de voltarmos a mexer nele.

Mas a realidade é que passados 6 meses e alguns dias tiramos as peças que tinhamos da gaveta e metemos maos a obra.

Claro que durante estes 6 meses fomos a pouco e pouco comprando algumas das pecas que ainda faltavam.

Ora bem, estamos a falar do nosso projecto para fazer uma impressora 3D. Sim nos sabemos que não é nada de novo, mas na realidade ate é, porque esta é nossa 😉 e esta ainda a ter mais valor porque aqui em Dublin, no nosso apartamento nao temos a oficina que tinhamos em PT cheia de ferramentas, por isso temos que ir “improvisando”, tambem nao temos carro para ir ao Aki ca do sitio comprar as peças que possam eventualmente ir faltando, por isso temos sempre que aproveitar o que temos e ir lidando a pouco e pouco.

Mas a realidade é que já se parece com uma impressora 3D e tudo. Note-se que nao pretendemos com estes posts ensinar como se faz uma impressora 3D, ate porque nos também andamos à procura de informação, e acreditem que é o que não falta para ai por essa net fora..

Vamos então mostrar algumas das fotografias dos passos que já fizemos:

A impressora que estamos a tentar montar é uma réplica da Printrbot Original com peças impressas por outra impressora, actualmente  a printrbot já é feita com pecas LC (Laser Cut) mas como ainda nao temos uma maquina para cortar madeira a laser temos que ficar por esta 😉

3As pecas “quase todas”

1Os primeiros passos… A base…

4Ja com a estrutura base…

5A base para o eixo “Y”

E para já é o que temos montado, em breve mais fotos e mais informação.

Sei que não é o DIY que este blog costumava mostrar, mas ei, nao deixa de ser um projecto nosso 😉

 

Codebits VI – 2012 – O Nosso Projecto

E por esta altura já devem estar fartos de ler sobre este evento maravilhoso a que fomos, mas temos ainda apenas mais um assunto para falar.

Todos os anos o Codebits tem uma vertente que é a competição de 48 horas de programação, e este ano decidimos participar. Já noutros anos tínhamos participado junto com outras pessoas do grupo, mas este ano decidimos participar num projecto, eu, a faneca e o MCA.

Participamos com o projecto JAFFS™ que é um projecto que tem como principal objectivo ajudar os bombeiros desse nosso Portugal, não fosse eu ser bombeiro também 😉 .

Não nos vamos alongar muito em escrita, até porque o Codebits fez questão de colocar os vídeos das apresentações.

A nossa começa no minuto 14:20 e apesar do apresentador falar no meu nome a realidade é que quem apresentou foi o MCA. 😉

Vejam e deixem ai a vossa opinião 🙂

 

 ps: depois temos so mais um post pequenino sobre o Codebits, estamos só a espera de mais uma coisa 😉
ps1: vejam também a primeira apresentação que foi apresentada por pessoas também do nosso grupo o projecto chama-se e-Putty.

Codebits VI 2012 – O Video – Lightning Talk

O Codebits já colocou online o vídeo da nossa Lightning talk de 5 minutos. Podem ver aqui:

A nossa é logo a primeira mas não deixem de as outras a seguir que tocam assuntos bastante interessantes também.

Codebits VI – 2012 – A nossa talk…

E assim se passou o primeiro dia do Coisas, Projectos e Ideias no Codebits VI ediçao de 2012.

Este ano nao traziamos nenhuma talk muito extensa, mas mesmo assim nao quisemos deixar de participar num novo tipo de talks que foi criado este ano no Codebits, as Lightning Talks, que nao sao nada mais nada menos do que talks de duraçao maxima de 5 minutos.

A nossa talk conseguimos faze-la em 4 minutos, sobrando assim 1 minuto de folga, 4 minutos nos quais falamos sobre os nossos painéis solares e como os estamos a usar vs soluções comerciais de custo elevado.

Pensamos que a reação do publico foi bastante positiva, motivando-nos assim a fazer mais vezes este tipo de coisas. A Faneca gravou a talk com o telemóvel e assim que a tivermos editado colocaremos aqui um post com esse video.

Medir o Consumo da EDP…

Quando começámos o nosso projecto dos painéis solares algo que queríamos saber para podermos fazer cálculos, e também porque era giro, era o consumo que estávamos a fazer na nossa casa.

Quando se tem arduinos e alguma paciência, tudo se consegue, e foi precisamente isso que conseguimos, usando como base o projecto openenergymonitor.org decidimos adquirir na eBay por 3€ um CT para podermos medir o que queríamos:

Baseamos-nos nisto: CT sensors – Interfacing with an Arduino.

Não vamos entrar muito em detalhes de como as coisas foram montadas e o sketch do arduino porque esta tudo online no site do openenergymonitor.org

Quando montámos tudo e uma vez que não sabíamos se funcionava, metemos ali perto do quadro electrico em cima de uma mesa, mas quando verificamos que estava tudo ok, decidimos por 30€ comprar mais um pequeno móvel Ikea e colocar tudo la dentro, e que bem que ficou 🙂

Actualmente já estamos a medir o nosso consumo de casa total e devemos confessar que é assustador e que não tínhamos noção da electricidade que se gasta em casa, mas depois também é engraçado percebermos que a determinada hora o que é que fez o consumo disparar, e reparamos que são os fornos, os micro-ondas, etc etc.

Por exemplo, neste gráfico do dia de ontem, o que se percebe é que ali a partir das 17:00 ate as 19:00 foi a hora estivemos a fazer o jantar no forno 🙂

Foi mais um projecto que apesar de ter dado alguma luta, devido a estarmos a medir no cabo errado, estamos muito satisfeitos.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...