Desidratador de Comida… Part II

Uma das perguntas que mais nos fizerem na Talk e no pequeno questionário que fizemos a seguir foi:

Qual a maquina de desidratar comida que utilizamos?

Ora bem a maquina não sabemos ao certo o modelo, só sabemos que foi a única que arranjámos cá por Portugal, o preço até nem foi assim tão elevado e comprámos na César Casto Online a nossa custou +/- 50€ e é a mais simples que eles teem, bem, na realidade era a única que tinham na altura que compramos. Actualmente já teem uma com temporizador e com a possibilidade de expandir mais tabuleiros, mas tambem o preço aumenta para 160€, por isso pensem bem antes de se aventurarem.

Nos antes de comprarmos a nossa maquina lemos bastante e ficamos a saber que o “supra-sumo” das maquinas de desidratar sao estas:

Excalibur 2900

Funciona com uma ventoinha que faz circular o ar quente e remover toda a agua dos alimentos e que está localizada na parede por trás dos aparelho, fazendo assim com que o ar quente seja distribuído todo da mesma maneira. Infelizmente não encontrámos revendedor em PT, nem na Europa. O site é oficial é excaliburdehydrator, deem uma olhadela por lá, quem sabe nao arranjam maneira de conseguir trazer para PT.

A que temos é:E ate termos orçamento para uma nova, vai ter que servir e desidratar muita coisa, funciona bem, o único inconveniente é não ter temporizador, mas nada que com um temporizador barato não se resolva, ou quem sabe com o Arduino 😉

Por isso já sabem, se tiverem mais duvidas, deixem ai nos comentários. Em breve talvez façamos um pequeno workshop de como desidratar comida e como cozinhar com comida desidratada, o que acham?

O Limoeiro…em 2011/07/29

No dia 04/04/2011 o nosso patrocinador (Semenclasse) ofereceu-nos duas das 3 árvores de fruto que temos. Sendo elas, um Limoeiro e uma Laranjeira.

Na realidade limões é coisa que nao precisamos muito ate porque a minha mãe tem no quintal nada mais nada menos do que 5 ou 6 limoeiros, e limão, infelizmente chegamos a deitar fora, claro que agora com a nossa maquina de desidratar deitamos muito menos fora, mas mesmo assim ainda é muito limão.

Mas Quinta que é Quinta tem que ter um Limoeiro e nós não queríamos ser diferentes por isso pumba la veio um limoeiro. Há pouco tempo reparámos que estava cheio de flor mas não ligamos muito porque a árvore ainda era muito nova, mas eis que passados 3 meses já temos não um mas dois limoes de tamanho parecido com uma bola de ping-pong, mais coisa menos coisa 😉

Agora, pode-se dizer que sim são apenas 2 limoes, mas a realidade é que isto nos deixa muito felizes porque é mais um projecto com sucesso. 🙂

Nota: A Laranjeira devido aos ventos que se fizeram sentir na Primavera perdeu as flores todas e por isso laranjas não vamos ter, quem sabe para o ano que vem 😉

Espinafres Desidratados…

A semana passada quando fizemos as compras do “mês” decidimos comprar um pacote daqueles de espinafres que já veem cortadas as folhas e que custam qualquer coisa como 1€…

Ora quem conhece os pacotes, e infelizmente não temos foto, aquilo tras espinafres para fazer umas dez sopas. Claro que a solução estava na cara, Desidratar o resto que nao iamos usar.

E assim foi, com algum receio porque nunca tínhamos desidratado espinafres lá enchemos 4 prateleiras do desidratador com as folhas do saco.

Segundo o que lemos, isto nao precisa de ser cozido, os unicos cuidados são:

  • Aquando da hidratação, usar um pouco de sumo de limão
  • Guardar em sitio sem luz para nao mudar de cor
  • Quando se desidrata, remover os caules grandes…

Tirando isso é mesmo tão simples como meter as folhas tentando minimizar o numero de folhas sobrepostas e passadas cerca de 4 horas, sim é mais rapido que tudo o resto, tinhamos um frasco com uma quantidade substancial de espinafres, mas com um tamanho bem mais reduzido.

Aqui neste frasco está apenas uma das prateleiras, com as outras 3 ficou a meio, que é sempre mais pequeno do que um saco a ocupar espaço no frigorífico.

Sabemos que já o dissemos várias vezes, mas vamos continuar sempre a dizer, Cada vez estamos mais satisfeitos com a técnica de desidratação. Até já pensamos em comprar o supra-sumo dos desidratadores… 😉

Brócolos Desidratados…

No outro dia comprámos brócolos para juntar ao jantar de Egg Noodles com um resto de Vegetais Chineses que tínhamos desidratado logo no inicio da nossa aventura com o Desidratador

Ora bem, aproveitamos para dizer que a re-hidratação dos Vegetais Chineses foi um sucesso, ficaram com o mesmo gosto e com um aspecto delicioso, mas depois falaremos mais nisso, agora voltando ao assunto dos brócolos.

Ora bem, para desidratar brócolos, eles recomendam primeiro que se “cozam” os mesmos em agua a ferver durante dois minutos, evitando assim que os mesmos fiquem com cores estranhas, é só e basicamente por causa do aspecto. E assim fizemos:

Em seguida, aproveitámos que íamos fazer uma “fornada” de coisas para desidratar e colocamos os mesmos no desidratador, não se pode andar a ligar o desidratador só com uma prateleira cheia…

Demorou cerca de 8 horas, e tínhamos os brócolos desidratador e com um tamanho bastante mais reduzido. Agora queremos comprar mais brócolos e desidratar para ficarmos com um frasco bem cheio, e assim termos sempre vegetais frescos em casa.

Nota: Ontem a Faneca juntou ao maravilhoso salmão grelhado que comemos ao jantar os brócolos devidamente hidratados junto com brócolos frescos, e deixem que vos diga que não se notava minimamente a diferença 🙂 por isso, está decidido, vamos continuar a desidratar tudo o que possamos.

Digam lá que não tem bom aspecto 😉

Batatas Desidratadas…

Usando as metades das batatas que sobraram de plantar ontem decidimos experimentar desidratar as mesmas, até porque não nos apetecia comer batatas ontem. Por isso ou metíamos nos frigorífico em agua ou então a solução mais óbvia era usar o nosso belo desidratador e aproveitar as batatas para mais tarde.

Para desidratar batatas de maneira a que elas não fiquem castanhas, tem que se cozer um pouco as batatas antes de desidratar, não demora muito, nós cozemos em agua a ferver durante uns 5 minutos não mais do que isso.

Optámos por cortar as batatas as rodelas facilitando assim o processo de desidratação. O que realmente deu mais trabalho no meio de isto tudo foi mesmo o cortar as batatas às rodelas +/- do mesmo tamanho…

Em seguida metemos no desidratador, e passadas mais ou menos 8 horas tínhamos as batatas com um aspecto estaladiço…

A ideia é agora experimentar colocar na fritadeira directamente do frasco onde as vamos guardar, se for para cozer é ainda mais fácil é só meter dentro da panela e cozer… simples não? 😉 depois contamos como correu…

Nota: Aproveitámos também que íamos ligar o desidratador e desidratámos o resto do ananás natural que lá tínhamos e duas maças, depois falamos sobre as maças.

Mais Produtos Desidratados…

Ontem quando chegámos a casa decidimos que iríamos testar desidratar o máximo de coisas possíveis 😉 por isso era necessário uma vistoria ao que tínhamos nas gavetas dos vegetais e no congelador…

Ora bem então tínhamos:

  1. Alface
  2. Pepino
  3. Ervilhas Congeladas
  4. Mistura de Vegetais Chineses congelados
  5. Mais limão

E pronto tínhamos as 5 prateleiras do desidratador cheias…

No geral podemos dizer que correu muito bem uma vez que tudo ficou com um aspecto mais pequeno e seco, mas pensamos que temos que re-pensar as horas que deixamos as coisas lá. A parte engraçada foi que dava para “ouvir” as ervilhas a desidratarem, é que cada vez que uma reduzia de tamanho caia pelos buracos da prateleira do desidratador para o fundo e fazia um som tipo “clock”, o que nos lembra que temos que arranjar mais um revestimento para a prateleira, o desidratador so trazia uma prateleira fechada e estava a ser usada para os vegetais chineses.

O resultado final ficou assim:

Da esquerda para a direita e de cima para baixo:

  1. Laranjas
  2. Mistura Vegetais Chineses
  3. Pepino
  4. Limão
  5. Ervilhas
  6. Alface

Conclusão desta segunda volta:

  • O facto dos limoes terem ficado com uma cor escura deve-se a que já não eram muito frescos, mas são bons na mesma. Temos que experimentar com limões acabados de apanhar da árvore.
  • Ainda temos que comprar um pulverizador para pulverizar sumo de limão por cima de certos vegetais porque ajuda a ficarem com mais cor.
  • As ervilhas apesar de mais pequenas, não ficaram tão pequenas como estávamos a espera.
  • A alface ficou engraçada e o pepino ficou como estávamos a espera, bastante mais pequeno.

Para desidratar congelados é ainda mais fácil, é literalmente tirar de dentro da embalagem para a prateleira do desidratador.

Apesar de agora estarem guardados em sacos do tipo Zip-Lock a ideia é no futuro guarda-los em frascos de vidro.

Na terceira volta vamos tentar com mais frutas, tipo banana, maça, ananás/pêssego enlatado, etc.

O Nosso Desidratador de Comida…


Como já calculávamos chegou ontem o nosso desidratador de comida que adquirimos no César Casto no Porto.

Infelizmente vinha com a tampa de plástico partida, mas nada que um rápido telefonema para a loja não resolvesse, hoje devemos receber uma tampa nova pelo correio, “No questions asked” estamos realmente muito satisfeitos com o serviço que nos foi prestado e certamente voltaremos a fazer negocio, até porque ja andamos a namorar uma maquina de vácuo que eles la têm bem como uns workshops. Podem dar uma olhadela na pagina deles do Facebook.

Bem, mas voltando ao desidratador, a única coisa que tínhamos la para experimentar era limões e laranjas, e pronto, lá teve que ser 😉

Cortamos tudo as fatias como vimos nos vídeos e espalhamos pelas travessas da maquina, e ligámos. Segundo lemos não existe tal coisa como “Desidratar demais”, por isso não estávamos muito preocupados com as horas que aquilo lá fica a não ser a questão do gasto de electricidade, por isso ficou a noite toda, e como estávamos a desidratar limoes, ficou um cheirinho a limão muito agradável pela casa fora, é sempre a ganhar 😉

Hoje de manhã desligamos o desidratador, porque não queríamos sair de casa com aquilo ligado, e algumas das rodelas já estavam estaladiças, assim tipo batata frita, por isso está a correr bem, logo a noite voltamos a ligar, apenas com as que ainda não estão prontas.

Para já que conclusões podemos tirar:

  • Ainda vamos ter que aprender muito
  • Infelizmente nem todas as rodelas desidratam ao mesmo tempo
  • Arranjar um cortador de fatias de fruta, para ficarem todas iguais
  • Achamos que há solução para não ficarem com aquela cor castanha
  • Experimentar com outros frutos/vegetais
  • Re-hidratar novamente.
  • Comprar frascos de vidro para guardar os produtos em vácuo
  • Mandar vir “Oxigen Absorvers” para meter dentro dos frascos e remover o ar, criando vácuo.

Infelizmente em Portugal não existe muita coisa sobre isto e temos então que andar a pesca 😉 mas para já estamos satisfeitos e pensamos que vai tudo correr bem. Nos vamos dando mais detalhes.

Nota Importante: Uma das principais razões pelas quais fazemos isto é para não desperdiçar comida, por exemplo os limões, como não damos vazão a 8 limoeiros que a minha mãe tem e mais alguns de amigos, e não dá para fazer limonada e congelar (não temos espaço no congelador) , esta é uma das melhores soluções. Bem como outros vegetais.

Canning and Preserving For Dummies…

Ok, nós realmente adoramos estes livros, e no seguimento do post Desidratador de Comida… não podiamos deixar de adicionar a nossa biblioteca este excelente livro.

Se for tão elucidativo como são todos os outros deste estilo, num instante estaremos a desidratar e guardar comida com fartura ;)…

Mais um para a secção Leituras for Dummies 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...