Cabbage Decoy Butterfly…

One of the bigger problems we had in Portugal when we tried to grow broccoli and cauliflower were the Cabbage white butterflies, which basicaly land on the green leaves of the cabbages and drop million eggs, which then hatch worms that feed on the cabbage leaves, ruining the crop.

cabbage-white-butterflySince we don’t plan on using pesticides on our crops, we are always trying new techniques, which was when we found this thing, on thingiverse.com.

What happens is that apparently cabbage white butterflies are antisocial when they’re laying their eggs, so the idea is to print on our 3D printer some decoy white butterflies, and plant them around the garden close to the cabbages.

decoy1So we printed three of these bad boys on white PLA, and followed the suggestions of the guy that made them on thingiverse.

decoy5We bended the butterfly a little on the middle…

decoy6We then added two small black dots and a scratch to simulate the body…

decoy8Using some leftover orange PLA we made the support…

decoy7Ready to go into place…

So after all the process of “building” the decoys, the only thing left was to place the decoys on the SFG and see if it works.

decoy9Eventually we are going to have to replace the stands with bigger ones, since the cabbage will grow and cover the butterflies. But so far it seems that is working, we have no signs of eggs, or white butterflies wondering around our crops.

Guess only time will tell, but from what we read of other people, it actually works… We’ll keep you posted.

Kitchen Lights….

Funny thing about old Irish houses is that:

  1. They are not to careful with isolation.
  2. They really don’t care much about economic light bulbs.

So, again, when we moved to this house one more thing needed to be changed.

When we looked at the kitchen ceiling and the hallway, we counted 14 halogen 220V light bulbs, yes 14!!! Now if we do some math we can see that 14x60W=840W, which means that every time we were cooking or just having a snack in the kitchen we would be consuming 480W. Looking at the chart for December 2013:

Screen Shot 2014-05-16 at 08.41.37We can see that we were spending an average of over 10KW/h a day…

We needed to do something fast, and that solution came from our old good friend, eBay

IMG_0842We bought a pack of 15 LED lights (60 SMD Warm White 4W High Power LED Light Bulbs). And we went from 14x60W to 14x4W, now, trust us, this really makes a difference on the electric bill. We have a monitoring solution based on Arduino monitoring our house electric consumption and here is some examples:

Note: When we were measuring these values other things at the house were connected also, this is just to give an idea:

IMG_0838

The hall lights ON with Halogen Bulbs

IMG_0839 After we replaced them with the LED ones…

IMG_0840

The Kitchen with the Halogen Bulbs…

IMG_0841After we replaced the Kitchen with LED ones…

Now, at first sight it may not see much, but look when we look at the daily chart:

Screen Shot 2014-05-16 at 08.53.40Yes, we went from always above the 10KW/h a day to only some days getting closer to it. Now there’s obviously some days that we pass the 10KW/h day mark but if we look at the previous chart it was normal to reach the 15KW/h day mark and on this chart since we changed the bulbs on the January the 2nd it never happened again. coincidence? Maybe, but I’m pretty sure that the small investment made a difference… 😉

And the final result:

photo 1

The Kitchen…

photo 2

The Hallway…

You can’t even notice the difference from the previous bulbs….

Estamos a Cultivar… Em Dublin…

balanco_dublinÉ um facto mais que sabido que nos mudamos para Dublin, por isso não vamos falar sobre isso.

Também é sabido que nunca perdemos a vontade de voltar a cultivar e ter os nosso próprios vegetais, pois bem, chegou a hora e nada como o inicio do Verão cá para começarmos esta aventura.

No fim de semana passado um colega da Faneca ofereceu-lhe batatas e cebolas prontas para cultivar, seguindo essa ideia fomos ate uma estufa aqui perto e compramos os seguintes pés:

  • 10 pés de Couve Flor
  • 9 pés de Brocolos
  • 2 pés de Tomate
  • 6 pés de Alface
  • 2 pés de Courgete
  • 1 pé de Pepino
  • 1 Vaso de Pendurar com 3 tipos de morangos, que segundo eles da morangos ate Outubro.

E com o que o colega da Faneca lhe deu que são:

  • 10 Batatas
  • 27 Cebolas

Se somarmos isto tudo vemos que temos o suficiente para encher uma SFG e mais qualquer coisita, no caso das batatas decidimos tentar novamente cultivar num balde.

Ora, com isto tudo tínhamos que construir uma nova SFG, e como o clima cá não da para todos os vegetais sem ser em estufa era importante procurar uma estufa que fosse em conta, porque como sabem gostamos sempre de fazer isto gastando o menos possível.

E conseguimos, descobrimos uma promoção no Aki cá do sítio (http://www.woodiesdiy.ie) de uma estufa e mandamos vir uma SFG já com a madeira tratada de outro site online.

Depois de uma manhã a tentar fugir a chuva conseguimos montar a SFG e a Estufa e o resultado final foi este:

final copyApesar de na foto já estar tudo plantado, no primeiro dia apenas montamos a SFG e a estufa, só plantamos no segundo dia quando fizemos os baldes também, aqueles cor de laranja ali ao lado.

Por isso durante esta semana fiquem por ai que vão sair mais posts e como já não fazemos um há muito tempo um pequeno vídeo nosso a montarmos tudo isto.

Já tínhamos saudades de sujar as mãos na terra e plantar. Esperamos que ainda por ai andem 😉

 

Moeda para o carrinho…

Não sei bem porque, mas no Aldi aqui ao pé de casa a moeda para o carrinho são 2 Euros, ora raramente eu ou a Faneca temos moedas, quanto mais moedas de 2 euros.

Mas na nossa última ida lá, a Faneca pergunta-me a assim:

E se imprimisses uma moeda na impressora 3D?

Gaita, e não é que ela tem razão? Coisa tao simples, e tão rápida, bastou apenas 5 minutos a procura no Thingiverse, para rapidamente encontrar: 1 and 2 Euro shoping coin.

Próximo passo, por novamente a impressora a trabalhar uma vez que já não era usada há mais de 3 meses, colocar filamento, substituir algumas pecas, etc etc.

E 10 minutos depois, pumbas…

coins

Tínhamos duas moedas de 1 e de 2 euros para por no porta chaves. Ai, se eu tivesse uma impressora 3D quando andava de carrinhos de choque 😉

Nota:  Cá por estas bandas eles não dão as moedas de plástico no supermercado, acho que ainda não chegou cá essa moda.

E ainda aproveitamos que tínhamos a impressora ligada e imprimimos mais uns ganchos para pendurar coisas na barra do Ikea na cozinha.

gancho

O funil e o medidor de esparguete já tinham sido impressos noutra altura.

 

 

Codebits VI 2012 – O Video – Lightning Talk

O Codebits já colocou online o vídeo da nossa Lightning talk de 5 minutos. Podem ver aqui:

A nossa é logo a primeira mas não deixem de as outras a seguir que tocam assuntos bastante interessantes também.

Codebits VI – 2012 – A nossa talk…

E assim se passou o primeiro dia do Coisas, Projectos e Ideias no Codebits VI ediçao de 2012.

Este ano nao traziamos nenhuma talk muito extensa, mas mesmo assim nao quisemos deixar de participar num novo tipo de talks que foi criado este ano no Codebits, as Lightning Talks, que nao sao nada mais nada menos do que talks de duraçao maxima de 5 minutos.

A nossa talk conseguimos faze-la em 4 minutos, sobrando assim 1 minuto de folga, 4 minutos nos quais falamos sobre os nossos painéis solares e como os estamos a usar vs soluções comerciais de custo elevado.

Pensamos que a reação do publico foi bastante positiva, motivando-nos assim a fazer mais vezes este tipo de coisas. A Faneca gravou a talk com o telemóvel e assim que a tivermos editado colocaremos aqui um post com esse video.

Sistema de Monitorização do Painel Solar…

Quando montámos o sistema de monitorização do nosso painel solar, não tínhamos em mente publicar os valores que ele produzia na Internet, mas como gostamos destas coisas, decidimos fazê-lo. Seguimos o mesmo modulo do Control My Garden mas com algumas alterações, ate porque não é bem para fazer a mesma coisa 😉

Este post será talvez um pouco mais técnico do que os anteriores, mas também são projectos nossos por isso aqui fica.

Para medir os amperes e a voltagem que o nosso painel está a produzir decidimos usar uma pequena placa, de nome AttoPilot que esta rated para medir ate 50V e 180A e para ligarmos os cabos, queríamos que fosse um sistema de liga e desliga com fichas, e nada melhor do que usar o que o fabricante recomenda que são os Dean’s Ultra connectors.

Ora bem, depois de soldado era altura de ligar tudo no painel e começar a tirar contagens.

As fotos não ficaram grande coisa, e ainda queremos fazer uma nova caixa para colocar o arduino e o sensor, mas o que interessa é que já estamos a tirar valores.

A placa Attopilot é um pequeno sistema brutal, pois converte directamente para 5V (input max dos analogs ports do arduino) e podemos tirar a contagem, sendo para isso necessário apenas uma pequena conversão, consoante a placa attopilot, existem 3 versoes, 45Amp, 90Amp e 180Amp.

O sketch em si do arduino é muito simples, usamos o example do Webserver e vamos buscar os dados com um script em Perl para injectar depois no Pachube e no EmonCMS que temos a correr num servidor nosso. Podíamos ter feito o sketch directamente para inserir no pachube, mas o problema é que queríamos ter os valores em vários sítios, e como o arduino tem um problema com DNS optamos por fazer sistema passivo, ou seja ele so gera valores quando invocados. Pode parecer um pouco confuso, mas na pratica é muito simples.

Se quiserem podemos disponibilizar o sketch do arduino que usamos apesar de ser muito simples, é so deixarem ai um post nos comentários a pedir 🙂

Nota: Este gráfico tem ali uma queda entre as 12:00 e as 16:00, mas é devido a termos ficado sem rede nesse período em casa.

Para já o que nos permite perceber é que a nossa maior produção de energia solar é a partir das 11:00 e ate as 16:00 que se mantém sempre acima dos 100W, o que nos leva a concluir que eventualmente possamos expandir o nosso sistema a mais dois painéis, ou talvez efectivamente pensar em colocar o sistema com um tracker solar, teremos que pesar os custos e benefícios 🙂

Pachube e o Nosso Painel Solar…

Só para terem uma ideia 🙂


Do que os nossos painéis estão a fazer…
Depois falamos mais de como estamos a fazer isto, mas para já o que podemos dizer é que é feito automaticamente e em tempo real 🙂

Mais Peças para o Painel Solar…

No outro dia falámos que o painel de controlo dos painéis solares iria ter uma parafernália de coisas mas nao dissemos que coisas eram essas, e isso porque as mesmas peças teem ido chegando a pouco e pouco, mas como já temos algumas já podemos falar sobre elas:

Os Manómetros

  • Um Amperímetro de 20amp e um Voltímetro de 30volts e um shunt de 20amps. (depois falamos mais sobre isto do shunt) Estes acessórios não são muito necessários, mas ajuda-nos a ter uma ideia do que os painéis estão a produzir. Optamos por serem analógicos, porque são mais giros e porque não é mais uma coisa a gastar quando não estamos a produzir electricidade.

Interruptores

  • Um de ON/OFF e outro de OFF/1/2/1+2 que servirão para ligar e desligar e o outro servirá para dividir os painéis para varias funções. Estes interruptores sao proprios para corrente DC e estão catalogados para cargas ate 300AMP contínuos.

Buss Bar

  • Duas, uma para o Positivo e outra para o negativo. São barras de terminais para conectores de 4mm e que servirão para dividir as ligações que veem dos painéis e dos interruptores para os vários sítios mencionados acima.

AttoPilot

  • Peça da Sparkfun indicada para medir a amperagem e voltagem de um determinado circuito, e que pode ir ate 180amperes, claro que para ligarmos tamanha amperagem, teríamos que lhe fazer um dissipador, mas como vamos andar muito abaixo desses valores é perfeita. Esta placa serve para ligar o nosso conjunto de painéis solares ao Arduino e monitorizarmos os valores, via Pachube.com ou via opencms.

Depois faremos mais posts sobre a montagem destas peças bem como mais alguma informação sobre as mesmas.

Mas para já tudo se está a compor e a ficar como tínhamos idealizado 🙂

Survivorman Off The Grid Movie

Les Stroud e a sua família  decidiram dar um salto de fé e ir viver fora da rede numa propriedade no meio do nada. Este vídeo é o processo da procura, compra, construção e tudo o que é preciso para darem esse salto.

Gostamos muito da realidade que ele fala em que não sai barato, nem é fácil, deixar tudo e dar o salto e comprar todas as coisas necessárias, mas depois de conseguirem é muito bom.

Não é fácil, mas tem o seu que de interesse…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...