O Nosso Fazedor de Vasos de Papel…

Como já tínhamos mencionado noutros posts, queríamos tentar esta técnica de fazer vasos de papel. É um facto que não precisamos de nenhum “acessório” para fazer um vaso de papel, mas como somos da onda do DIY, achámos por bem, não só usar um acessório como ainda por cima, sermos nos a fazer-lo. :)

Ora bem, usando o nosso torno e arriscando um pouco, lá decidimos tentar fazer o nosso próprio Pot Maker

E dizemos arriscar, porque o Nosso Torno é fraquito e trabalhar um bocado de madeira assim tão grande pode ser arriscado, aliás temos que confessar que ate ter ficado completamente redondo, estivemos com bastante medo…

Enfim, depois de uma horita de trabalho, e uma garagem com serradura até quase ao tecto e com uma pequena paragem para afiar os formoes, novamente, lá conseguimos um resultado final que não estava de todo mau :)

Ein? :) nada mau para um principiante desta arte de tornear madeira!

Pois… o único problema é que ficou fino demais. Ou seja tem a mesma largura que os Soil Blocks por isso não dá para meter os Soil Blocks directamente, mas pronto, deu para ter uma ideia e para a proxima já sabemos que temos que o fazer um pouco maior.

O que interessa é que já podemos fazer vasos de folhas de jornal.

Agora só nos falta acertarmos com a medida da folha que cortamos, porque achamos que estes ficaram muito fundos.

Ariops.. mais um projecto dos Fanecos que até teve um bom sucesso….

Nota: Fizemos um vídeo, em timelapse do Making Of, mas infelizmente não nos apercebemos e a meio da filmagem ficamos sem memoria no cartão, por isso não temos nada para mostrar :(… Para a próxima temos mais atenção a isto.

Os Formões…

Como falámos no post de ontem – O Torno de Madeira, demos vida a um torno com mais de 40 anos.

Ora bem, um torno com mais de 40 anos tem igualmente Formões com mais de 40 anos… o que para quem já trabalhou com formões sabe que significa que simplesmente nem para cortar manteiga no verão servem quanto mais para cortar madeira que esta a rodar a alta velocidade…

O que acontece é quando estamos a trabalhar as peças os formões saltam muito deixando a madeira rugosa e com maus cortes.

Como não está contemplado no nosso orçamento comprar formoes para o torno, e sao os unicos que temos, cabe-nos então ir aprender como se afiam :)

Ora bem aparentemente não é facil, vamos ter que fazer suportes para que quando afiados na esmeriladora fiquem com o angulo certo e nao percam o “fio”.

Ontem fizemos uma peça, que apesar dos formões não afiados até nem ficou ma de todo, mas realmente aquele torno não da para muito… vamos tentando…

Pode-se ver pela “rugosidade” da peça que os formões não estão a cortar bem…

Encontramos este vídeo no Youtube onde mostra como afiar os formões, e agora andamos a procura dos vídeos que mostram como fazer o “gig” para auxiliar a manter o formão no ângulo certo.

Por sorte, temos duas maquinas destas, uma que era do meu pai e outra do meu avô… ;) depois dizemos como correu…

Torno de Madeira…

E porque este blog não é só de hortas e animais mas também de DIY queremos aqui mostrar uma peça que para nós é uma relíquia com um grande valor sentimental, e que nalguns fóruns foi mesmo baptizado de “Nem para ancora de barco serve” :)

Estamos a falar de um Torno de Madeira da Black & Decker com mais de 40 anos. Um Black & Decker D2160.

Foi comprado pelo meu pai, e foi muito usado. Desde criança que me lembro de ver este torno na oficina do meu pai e sempre me ter questionado como é que se usava. Pois bem, ontem finalmente reanimamos o rapaz :)

Trata-se de um Torno que funciona com um berbequim, com motor em ferro, já alguma vez viram um destes? ;) Nao tem muita potencia por isso nao podemos tornear peças muito grandes, mas pensamos que para fazer umas brincadeiras vai dar certamente.

A primeira experiência não foi a mais, digamos, recompensante, mas isto e apenas porque não estávamos a usar aquilo da maneira correcta. Assim que descobrimos qual era a peça correcta para fixar a madeira, mas coisas começaram a correr melhor.

Temos agora que arranjar mais formões, porque temos poucos e talvez afia-los um pouco.

Temos também que lhe fazer uma base para ser mais fácil a fixação a bancada de trabalho.

E ai está a “maravilhosa” primeira tentativa que fizemos:

Para primeira vez, não ta má….

E claro como não podia deixar de ser, já andamos a ver alguns youtubes de ideias de coisas para fazer no torno. Depois vamos dando mais pormenores.

Fica um youtube de um miúdo no UK que dá-lhe bastante nestas coisas de tornear madeira, vejam o canal dele e subscrevam porque merece a pena.

E claro que em breve faremos também alguns vídeos, quando percebermos mais um pouco da coisa. E vamos começar a procura de tornos de madeira em conta, porque queremos talvez levar isto um passo mais a frente ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...