Villa Faneca™ – O Novo Acesso.

Quando começamos a construir a nossa pequena Villa Faneca™ lemos em inúmeros sítios que devíamos ter atenção a certos e determinados pontos, que claro, nós não tivemos…

Pontos como, espaço, tamanho, limpeza, etc, etc etc, e por isso mesmo temos tentado melhorar a pouco e pouco o nosso espaço onde as miúdas vivem, desde o aumento do “quintal” ate ao novo telhado.

Mas agora um dos pontos que mais nos andava a preocupar era mesmo o acesso ao dormitório, que inicialmente era feito por baixo e agora já não estava a funcionar. Detectamos que a Maria, andava a ficar com o peito sem penas e por vezes em ferida e que a Gertrudes tinha ganho medo de descer do dormitório. Tínhamos que agir o mais rápido possível, e assim foi, deste domingo não passou.

Mais uma vez falhamos e não tiramos muitas fotos, mas como hoje em dia os dias são tão curtos e muito trabalho havia a fazer, acabamos por nos esquecer de tirar as fotos decentemente, mas ainda temos algumas que dá para contar bem a historia 🙂

Usando uma montagem de três fotos rapidamente se explica o básico:

Primeiro tapamos o buraco existente no chão. Em seguida usando a porta recortámos um quadrado, tentámos minimizar ao máximo o recorte da porta para não perder a consistência. Ou seja removemos a moldura, depois recortamos as madeiras a medida e fizemos uma nova moldura.

Em seguida e pode-se ver ali na foto de baixo construimos uma pequena varanda para facilitar a entrada no dormitório e usamos a mesma rampa de acesso mas mais elevada, que para já esta assente em cima de uma grande de mini’s, mas no futuro é para melhorar.

Como dissemos as fotos não estão das melhores, e teremos que tirar novas fotos.

Na primeira noite acendemos a luz do dormitório para ver se elas percebiam como subir, mas não funcionou e mais uma vez tivemos que lhes pegar e colocar la dentro, mas ontem quando chegamos a casa já de noite, lá estavam elas a dormir no seu lugar e inclusive tínhamos mais um ovo o que significa que já sabem bem subir e descer 🙂

O que notamos que melhorou:

  • O acesso pelas miúdas ao seu dormitório
  • Como já não tem buraco no chão a serradura aguenta-se mais tempo la dentro fazendo com que o chão não fique tão sujo
  • Elas estão mais confortáveis.

O que falta fazer:

  • Pintar a moldura da porta
  • Pintar a varanda e as escadas
  • Melhorar a base das escadas
  • Fazer uma porta automática para o acesso(assim entra frio)

Temos ainda que confirmar se realmente elas descem pela rampa ou se se atiram da varanda cá para baixo, o que não é grave, mas queremos saber.

No geral estamos muito satisfeitos com as alterações e pensamos que as miúdas também 🙂

Ainda fizemos mais umas alterações à Villa Faneca™ mas isso fica para outro post.

Estufa da SFG1…

Bem, não se pode chamar uma estufa das melhores, mas pelo menos aparentemente as alfaces parece que gostaram de não levarem a noite toda com humidade.

A técnica é simples:

  • 3 Tubos de electricidade (0.30€ x3)
  • Alguns ZipTies
  • Um plástico grande do chinês (0.75€)

E pumba temos uma estufa, usamos algumas molas que tínhamos lá para fixar o plástico e nas pontas agrafamos dois bocados de madeira para fazer peso.

Os bocados de madeira teem a vantagem acrescida de se quisermos podemos enrolar o plástico e remover completamente a estufa.

O aspecto ficou este:

Infelizmente desta vez não tiramos mais fotos do processo de construção mas se procurem ai pelo youtube o que não falta são vídeos de como fazer uma estufa para a SFG.

Precisamos ainda de melhorar:

  • A maneira como esta presa a SFG.
  • Comprar um plástico maior porque a “porta” não fecha bem.

Mas para já serve e sente-se bem a diferença de temperatura dentro da estufa.

Fica um vídeo de uma versão que gostamos muito:

Temos que ver porque antigamente tínhamos pazadas de ferros das tendas de campismo antigas 😉

Curtimos as azeitonas…

Já tínhamos aqui dito que tínhamos apanhado as azeitonas, e que em breve as iríamos “curtir” que é o termo correcto para tratar das azeitonas, que é como quem diz, torna-las comestíveis 😉

Decidimos seguir a receita que nos foi dada pelo Paulo Pinto nos comentários do post As Azeitonas, que consistia em:

  1. Azeitonas
  2. Um frasco grande com tampa
  3. Agua
  4. Sal (Muito)
  5. Coentros
  6. Alhos (2 ou 3 dentes)
  7. 2 Rodelas de limão

E assim foi, quando tínhamos tudo preparado decidimos fazer a mistura:

Da esquerda para a direita, colocámos sal, uma mão cheia de orégãos, 3 ou 4 dentes de alho. No final, e aqui decidimos inovar, usámos duas rodelas de limão desidratado, porque não tínhamos limões frescos. Depois foi só juntar agua até acima.

Agora é só deixar durante um mês e voltar a substituir a mistura por uma nova, e em três meses, mais ou menos teremos belas azeitonas para comer, ou não! 😉

O Telemovel HTC e o seu arranjo…

Há coisa de um mês sem querer mandamos o telemovel de uma amiga ao chão provocando assim que o touch screen se partisse de uma maneira das mais capazes… ou seja tínhamos que substituir, nada que nos, que até somos fãs do DIY, não fossemos capazes de fazer.

A primeira tarefa era ir ao nosso sitio preferido (eBay) e comprar o ecrã, e logo aqui tínhamos a nossa primeira tarefa complicada, que na realidade acabou por ser a unica ;), aparentemente só na Europa é que o HTC Gratia se chama Gratia, porque o resto do mundo é HTC Aria, mas pronto, nada que um email para o vendedor não nos ajudasse a esclarecer. Estava o primeiro passo ultrapassado.

Na sexta feira chegou o ecrã e sábado de manha pegámos nele, sinceramente pensámos que ia ser mais difícil, e quase quase, que não conseguíamos substituir o ecrã porque nos faltava a chave principal para abrir o telemóvel, mas mais uma vez graças a sermos desenrrascados, la conseguimos improvisar e pumba, tínhamos o processo em andamento. Mas o melhor é verem mesmo o vídeo, mas primeiro fica uma foto do antes e do depois:

Antes          ——–>         Depois

E o vídeo:

Esperemos que tenham gostado. 🙂

Desidratador de Comida… Part II

Uma das perguntas que mais nos fizerem na Talk e no pequeno questionário que fizemos a seguir foi:

Qual a maquina de desidratar comida que utilizamos?

Ora bem a maquina não sabemos ao certo o modelo, só sabemos que foi a única que arranjámos cá por Portugal, o preço até nem foi assim tão elevado e comprámos na César Casto Online a nossa custou +/- 50€ e é a mais simples que eles teem, bem, na realidade era a única que tinham na altura que compramos. Actualmente já teem uma com temporizador e com a possibilidade de expandir mais tabuleiros, mas tambem o preço aumenta para 160€, por isso pensem bem antes de se aventurarem.

Nos antes de comprarmos a nossa maquina lemos bastante e ficamos a saber que o “supra-sumo” das maquinas de desidratar sao estas:

Excalibur 2900

Funciona com uma ventoinha que faz circular o ar quente e remover toda a agua dos alimentos e que está localizada na parede por trás dos aparelho, fazendo assim com que o ar quente seja distribuído todo da mesma maneira. Infelizmente não encontrámos revendedor em PT, nem na Europa. O site é oficial é excaliburdehydrator, deem uma olhadela por lá, quem sabe nao arranjam maneira de conseguir trazer para PT.

A que temos é:E ate termos orçamento para uma nova, vai ter que servir e desidratar muita coisa, funciona bem, o único inconveniente é não ter temporizador, mas nada que com um temporizador barato não se resolva, ou quem sabe com o Arduino 😉

Por isso já sabem, se tiverem mais duvidas, deixem ai nos comentários. Em breve talvez façamos um pequeno workshop de como desidratar comida e como cozinhar com comida desidratada, o que acham?

Alterações ao Telhado da Villa Faneca…

Ja quando construimos a Villa Faneca e decidimos fazer um comedouro diferente do convencional que nos deparamos do pequeno problema de protecção do mesmo. Na altura metemos simplesmente uma chapa de acrílico por cima e estava perfeito. 🙂

Mas, havia ali qualquer coisa que não nos agradava, qualquer coisa de incompleto, e por isso mesmo este sábado de manhã decidimos que estava na hora de acabar aquilo.

Começámos por marcar com uma caneta o sitio onde queiramos abrir a entrada. Usamos um bocado de PVC que la tinhamos da mesma largura para fazer o circulo “perfeito”.

Em seguida com um X-Acto e esta parte demorou bastante, abrimos o buraco onde iría passar o alimentador do comedouro e ficar com o excelente aspecto que tem na fotografia de baixo. A tampa vermelha foi assim para  desenrrascar, porque aquilo é a base do bebedouro das miúdas quando elas eram pequeninas. 🙂

Nota: Infelizmente, esta nova solução mete água… temos que alterar ali umas coisas, é que logo por azar, na noite em que fizemos esta alteração, choveu, e a água escorre pelo rebordo do tubo e fica alojada no comedouro em baixo, dando assim cabo da comida toda. Durante esta semana temos que pensar numa outra solução, porque em breve começam as chuvas e não queremos as miúdas a ficar sem comida.

Mas para já esta com um optimo aspecto e as miúdas aprovam.

Os Cabos Debaixo da Cama…

Ok, todos nós, ou pelo menos, alguns temos cabos debaixo da cama, sejam eles do carregador do telemóvel, do despertador, do radio, do candeeiro da mesa de cabeceira, etc etc.. a realidade é que temos cabos. E nós nos somos exceção, ora entao os cabos que temos debaixo da nossa cama são:

  1. Carregador de Telemovel x2
  2. Candeeiro de Mesa de Cabeceira x2
  3. Router WIFI (sim nos temos um router wifi debaixo da cama) 😉
  4. Candeeiro de Leitura (leds para poupar)
  5. E mais um ou outro cabo que por la aparecem de vez em quando.

Ora bem o resultado, e isto so de um dos lados da cama, era este:

Yep,. não era bonito de se ver, e a solução que arranjávamos para arrumar aquilo era simplesmente empurrar tudo para baixo da cama… mas este fim de semana decidimos que estava na altura de arrumar a coisa, e isto porque passamos cerca de 5 minutos a tentar desembaraçar os cabos a procura da ponta do carregador do telemóvel.

Por isso, 10 minutos de cada lado e meia duzia de zipties(braçadeiras) o resultado final era este:

Muito melhor não? A solução que arranjamos para os interruptores, foi colocar entre a cama e a parede a meio da cabeceira da cama, mas ainda não estamos satisfeitos a 100% com a soluçao dos interruptores, porque cada vez que arrastamos a cama para aspirar os mesmos caem, estamos a estudar uma solução melhor. 🙂

Mas para já ficou muito melhor e agora é muito mais fácil limpar e ligar qualquer coisa que precisemos.

Uma Refeição?…

E que bem que sabe chegar a casa e conseguir apanhar da terra aquilo que andamos a cultivar, para mais tarde comer.

É um facto que não é muito, mas é um principio, e falta ainda, que só apanhamos consoante precisamos, as alfaces.

Ou seja com o que conseguimos apanhar ontem fazíamos:

  • Uma Salada – Com tomate e alface e pepino
  • Um ovo estrelado, ou mexido.
  • E para sobremesa dois morangos 🙂

Só em 5 minutos que andámos ontem pelo quintal fazíamos uma pequena refeição.

São estes pequenos momentos que nos fazem continuar a plantar, a famosa recompensa.

Entretanto já começámos a encher outra caixa de ovos!

Forno Solar aka Solar Oven…

Vivemos num pais cheio de sol, e quando digo cheio estamos realmente a falar de muito sol…pronto é um facto que este ano o Verão não tem sido dos melhores, mas a verdade é que normalmente temos muito sol.

Então e porque não aproveitar esse sol, para por exemplo – Cozer uns bolos, ou umas batatas, ou um belo peixe??

Yep, é isso mesmo, os fornos solares estão cada vez mais a ser usados e funcionam resumidamente por efeito de estufa. Este é um exemplo de um de compra:

Mas é um pouco caro, sendo que ronda à volta dos 250€…por isso como não podia deixar de ser, já estamos a investigar como vamos construir o nosso próprio forno, recorrendo a materiais de baixo custo, até porque se não correr bem, convém não gastar quase nada 😉

O que não falta prai nesta coisa da Internet, sao links para como construir o nosso proprio forno solar, ficam aqui alguns links;

E como não podia deixar de ser, fica também um video de um de compra:

E um DIY, que é o que nos gostamos mais:

Não temos a certeza se temos tempo, mas gostavamos de tentar começar a fazer o nosso proprio forno solar este fim de semana. 🙂

O Novo Bebedouro…

Um dos grandes problemas das galinhas é que sofrem imenso com o calor…sim porque isto de ter um monte de penas em cima não é amigo do calor, vá-se la perceber porque. 😉

No outro dia chegamos a casa e reparamos que as miudas já nao tinham agua, ou seja, em 4 horas tinham bebido 4 litros de agua, mas, na realidade não foi bem isso que aconteceu, é que passados 5 minutos já tinham ido mais 4 litros! Algo se passava. Nada que um bocado de atençao e mais 4 litros de água depois não nos fosse rapidamente revelado.

Então é assim, as miúdas para se refrescarem encostam-se ao bebedouro e entornam agua por cima delas para se refrescarem, e quem diriam ein?! Galinhas tontas, mas pelo menos frescas 😉 claro que o grande inconveniente disto é que depois ficam sem água…

Um pequeno/grande DIY que já andávamos a adiar há algum tempo tinha agora que ser rapidamente resolvido…

Há aproximadamente duas semanas atrás compramos no mercado de coina, aquela peça branca que se pode ver na foto do topo da direita, que é um dispensador de água, se é que se pode chamar assim, e que é suposto ser para adaptar a um conjunto de tubos para providenciar agua para os diversos animais, é assim tipo um bebedouro para hamsters, mas que dá para galinhas. Só nos faltava então o reservatorio e que andávamos a procura de um melhor, mas como uma solução rapida era urgente, optámos para já por usar um garrafão de 5 litros.

A solução foi simples, foi fazer um furo com uma chave quente, e depois colocar la a “torneira” e selar com cola quente, que demorou uma eternidade para secar por acaso.

Depois foi só colocar dentro do galinheiro, para já em cima de um balde, e esperar que elas descobrissem que aquilo era água.

O que à partida vai ser rapido, porque se há coisa que as galinhas são é espertas e curiosas.

Reparem só na maria a “cuscar” o que é isto novo que eles meteram aqui no meu espaço 😉

NOTA: Hoje de manhã enquanto tomávamos o pequeno almoço antes de sair para o trabalho reparámos que a Josefina já lá vai beber água regularmente 🙂

Ficou a faltar:

  • Um reservatório que não seja transparente
  • Uma base melhor do que um balde
  • Talvez ligar aquilo ao sistema de rega e assim de 8 em 8 horas é “reabastecido” 🙂
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...