As Caleiras…e a Limpeza…

A nossa casa, e por mais estranho que isto pareça não tem telhado de telha, usa uma especie de chapas com revestimento térmico entre elas.

É algo tipo isto mas em branco:

Elas estão devidamente inclinadas para que a agua da chuva escorra para as pontas e depois o próprio telhado tem as caleiras incorporadas, está bem pensado porque poupamos € em caleiras 🙂

Quando fomos ao telhado durante esta semana para tirar umas medidas para outro projecto reparámos que as mesmas estavam a precisar de uma limpeza, por isso sábado de manha bem cedinho lá fomos para o telhado munidos de pá, espátula, e vassoura.

Não demorámos mais de 10 minutos a limpar tudo e reparem que isto poderá impedir infiltrações desnecessárias num futuro próximo, é um procedimento que tencionamos fazer sempre no fim do verão e no inicio da primavera.

Vejam o antes e o depois na foto que se segue.

Simples não?

Agora para Setembro voltamos lá 😉

O Suporte para o Candeeiro…e Coisas Antigas…

Uma das coisas que gostamos muito de fazer é aproveitar moveis e acessórios de casa antigos e usa-los nos dias de hoje.

Um dos exemplos aconteceu já à alguns meses e já o usamos em varias noites de conversa agradável no quintal, que é um candeeiro a oleo.

Mas este fim de semana que passou encontramos na garagem da minha mae algo que foi em tempos feito pelo meu pai e que fica perfeito para colocar o dito candeeiro.

A foto não é das melhores, mas dá para ter um a ideia. O que podemos dizer é que fica muito bem na parede da nossa churrasqueira 🙂

Ainda temos lá mais um candeeiro a óleo, mas esse vamos usar dentro de casa, porque é mal empregue para usar na rua. Andamos sempre à procura de novas coisas antigas que fiquem bem lá por casa, nos dias que correm tem que se saber aproveitar tudo e há coisas antigas que ficam simplesmente brutais nas casas dos dias de hoje. 🙂

Um dos projectos que decidimos que gostávamos de ter é uma coisa destas:

Por isso se alguem tiver prai uma que nos queira oferecer ou vender a bom preço, já sabem, deixem ai contacto 😉

NOTA: Não pensem que a nossa casa é tipo ferro velho que temos de tudo e mais alguma coisa, estamos a falar de coisas que achemos que fiquem bem 🙂

O Pequeno Canteiro…

No seguimento do post “Mais um Canteiro” queríamos apenas deixar uma fotografia de como ficou o respectivo e como estão já os Nasturtiums a aparecerem.

O pote de barro é um velho assador de castanhas que se partiu o fundo e estava no canteiro. Quando reformulamos o canteiro decidimos que era giro fazer com que as flores nascessem de dentro do assador, até agora parece estar a funcionar. 🙂

Praying Mantis aka Louva-a-Deus…

No domingo, quando andávamos a fazer a inspecção das árvores a procura de novos frutos deparamos-nos com este rapaz calmamente a observar o quintal…

Imediatamente tirei esta foto com o telemóvel e apresei-me a, calmamente, encaminha-lo para a árvore mais próxima, sem que a Faneca se apercebesse de que ele por ali andava, é que ela morre de pânico de certos e determinados bichos, hei, eu não a condeno, até porque eu tenho pavor de aranhas, sejam elas pequenas ou grandes….

Mas e perguntam vocês porque é que não o enxotei para mais longe? Simples, é que já tínhamos lido em qualquer lado que estes animais são bastante úteis no que diz respeito ao jardim e à horta, especialmente porque comem as moscas e os parasitas do jardim…e podémos confirmar as nossas suspeitas:

(…)A sua voracidade leva a que sejam considerados muito bem vindos pelos amantes da jardinagem e agricultura biológica, uma vez que, na ausência de pesticidas, são um fator importante no controlo de pragas de jardim.(…)

Informação tirada da wiki – Wikipedia

Por isso a próxima vez que virem um destes la pelo quintal antes de o matarem, pensem bem se não fará jeito para comer as moscas irritantes 😉 nos até já pensamos amestrar um e meter ao pe de nos quando estamos a almoçar no quintal para nos dar uma ajuda com o mosquedo 😉

Nota: Se apanharem algum ai por casa avisem que nos ficamos com ele para nos ajudar lá no quintal 🙂

Solar Shower…

E como gostamos de estar sempre a inventar e ainda por cima este é amigo do ambiente…estamos a pensar em fazer um destes…

Se formos para a frente com isto o nosso certamente não será tão elaborado, até porque no inverno não fará sentido, mas para já estamos a pensar construir um para aqueles dias quentes mas que de para desmontar no inverno e guardar.

É mais uma maneira de poupamos um pouco na conta do gás, e ainda podemos re-aproveitar a agua para regar a horta. 🙂

Mais informações: Solar Water Heating Projects

O Bidon da Palha…

Infelizmente não temos um celeiro, nem espaço para construir algo que se pareça com sitio para guardar a palha, por isso e depois de comprarmos o fardo de palha, tínhamos que arranjar um sitio onde a guardar.

Já à muito tempo que tínhamos parado no quintal os Barris de 200lts que tínhamos comprado para recuperar água da chuva, mas por um motivo ou por outro ainda não os implementamos, por isso uma das alternativas era aproveitar um deles para guardar a palha :).

Estes barris que compramos não têm tampa, tem apenas dois buracos para retirar e colocar líquidos lá dentro. Íamos precisar de abrir um buraco, e para isso optámos por abrir no fundo do barril, assim de futuro se quisermos aproveitar para a agua ainda dá.

Um berbequim, uma serra tico tico e minutos depois:

Temos o barril sem tampa. Agora era preciso limpar por dentro, porque estava molhado. Nota: Aparentemente o liquido que la vinha dentro de lavarem os barris tem “lixívia” ora quando despejei a agua foi para a zona das árvores e apanhou um pouco as folhas da árvore de Kumquats, deixando as assim um pouco queimadas… esperemos que não prejudique a árvore, até porque esta cheia de flor nova, vamos ter que a manter debaixo de olho! Mas foi um alerta porque assim já sabemos que temos que lavar bem os outros barris antes de os enchermos de agua da chuva para regar o quintal…

Enfim, voltando ao barril, como estávamos a dizer, tínhamos que o limpar por dentro:

Nada melhor do que metermos nos dentro do assunto 😉

E pronto, cerca de 30 minutos depois, tínhamos um barril de agua, cheio de palha:

Não é dos melhores sítios, ate porque não cabe la um fardo de palha inteiro, mas para já vai ter que servir 😉

Já agora mais uma nota a parte, se algum dia comprarem um fardo de palha, cuidado quando cortarem os arames, é que aquilo expande para xuxu e quando dizemos xuxu não estamos a exagerar,  aquilo fica com mais do dobro do tamanho 😉

E pronto mais um pequeno DIY para melhorar o nosso pequeno espaço de terra.

Maio – Agricultura/Jardinagem/Animais

O que se deve fazer, tirado do famoso Borda d’Agua:

Lavre à volta das matas e limpe o melhor possível para evitar incêndios. Tratar e regar os batatais. Iniciar a transplantação do arroz. Semear girassol e soja. Enxertar damasqueiros, amendoeiras, cidreiras e laranjeiras.

Na Horta (no Crescente), em local definitivo, semear e plantar, abóboras, agrião, alface, beterraba, brócolos, cenoura, couves, espinafre, feijão, melancia, melão, nabo, pepino, pimentos, rabanete, repolho, etc. Colher alcachofras, espargos, ervilha, fava, cebola verde; plantar tomate e tratar o já plantado com caldas cúpricas; os batatais devem ser regados e tratados com as caldas.

No Jardim semear cravos, manjericos, trepadeiras e plantas anuais. Colher flores para semente.

Animais: no Crescente deve-se castrar o gado, tosquiar as ovelhas, procria de cabras e coelhos.

Earth Oven…

Na realidade o que nós queríamos era mesmo fazer isto…

Que sao fornos construidos de barro, e estamos mesmo a falar de fornos a lenha para cozer pão, pizzas, lombo assado..hummm.. ok ja estamos com agua na boca o suficiente.

Mas infelizmente o barro em Portugal é muito caro e não se arranja por ai a pontapes, entao andamos a procura de algo mais convencional e barato, como isto:

Por isso se alguém tiver ai um que não queira ou saiba onde se vendem baratos, avisem, porque nós andamos a procura de um. Se alguém quiser la ir construir um em troca de uns almoços também se pode falar 😉

O nosso Limoeiro e Laranjeira…

Este domingo quando fomos ao Mercado de Azeitão buscar as nossas meninas, tivemos mais uma vez uma excelente oferta do nosso patrocinador do costume, a Semenclasse, que se faz representar pelo Sogro/Pai 🙂

Era nem mais nem menos do que:

  • Um Limoeiro de casca fina que da limões o ano inteiro.
  • Uma Laranjeira da variedade baía, que vem cheia de flor, implicando que este inverno talvez(obrigado Bull 😉 ) já vamos ter as nossas próprias laranjas 🙂

Uma vez que são de tamanhos diferentes ficaram muito bem em formato de escada no nosso canteiro no quintal, começando na de Kumquat e subindo até ao Limoeiro que é a mais alta.

Ambas as 3 árvores estão no mesmo canteiro, e o local onde elas iam ficar tinha la uma sica que tinha que sair.

Na realidade podíamos ter tirado fotos do processo e tentar explicar tudo de como fizemos e não fizemos, mas como sempre decidimos pelo metodo mais simples, um video em Time Lapse… 🙂

Nota: o nosso quintal ao contrário de que possam pensar é bastante pequeno, só que nós tentamos rentabilizar ao máximo o pedaço de terra que temos, usando para isso técnicas de cultivo na cidade e árvores pequenas.

Como sempre, já sabem, sugestões e ideias, venham elas que são sempre bem vindas…

Abril – Agricultura/Jardinagem/Animais

O que se deve fazer, tirado do famoso Borda d’Agua:

Em Abril mondar e sachar os campos semeados no mês anterior; rega matutina. Plantar espargos e morangueiros. Semear milho e plantar batata nas terras mais secas e, no final do mês, nas terras mais fundas.

Na Horta semear (no Crescente), em local definitivo abóboras, batata, beterraba, brócolos, cenoura, couves, fava, feijão, melaço, melancia, nado, pimento, rabanete, salsa, etc. Em viveiro, semar cebola, pepino e tomate. Nos últimos dias do mês, semear feijão temporão. Limpar os rebentos (ladrões) nos enxertos efectuados nas árvores de fruta. Na vinha, fazer os tratamentos contra o míldio, oídio e outros; adubar as castas mais envelhecidas.

No Jardim semear estrelas do Egipto, girassóis e malmequer; colher as flores dos lilases, margaridas, etc. Plantar begónias, dálias, gladíolos e jarros.

Animais: higiene das vacas leiteiras e separar os vitelos das mães. Tosquia das ovelhas no Minguante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...