Ovos das Miudas…

E quando no passado dia 15 trouxemos para casa Mais Três Galinhas e tivemos alguns problemas de integração, a produção de ovos, que era suposto aumentar, reduziu para 0… 🙁

Mas eis que passadas duas semanas, e resolvido o problema de integração, temos uma bela produção média de 2 a 3 ovos por dia.O que nos deixa bastante felizes 🙂

Agora a parte chata é que as nossas galinhas mais recentes devem achar que são coelhos da pascoa, porque teimam em meter os ovos onde calha e pior que isso “enterra-los” ou seja todos os dias se torna uma aventura descobrir os ovos, achamos inclusive que já devem estar la alguns enterrados. Mas pelo menos acabaram-se as guerras internas e as greves e temos ovos 🙂 e que belos ovos são.

Num post mais a frente falaremos de como resolvemos o problema da integração das miúdas.

Nota: Agora só nos falta descobrir qual delas é que anda a meter ovos verdes 😉 sim verdes mesmo.

As Borboletas…em 2012/05/31

E eis que o ciclo novamente se completa, é incrível como o tempo passa assim tão rápido, em breve as borboletas partirão e os ovos ficarão à espera para dar lugar a novos bichos da seda para o ano que vem. 🙂

Mais Três Galinhas…

Ora bem, quando começámos com isto das galinhas a ideia era termos apenas 3 galinhas, para uma pequena produção de ovos, mas logo de inicio as coisas não correram bem, porque passámos rapidamente de 3 galinhas para 2 e cerca de um ano depois para 1 apenas… tínhamos que fazer qualquer coisa. E assim foi, no passado dia 09/04/2012 decidimos comprar 3  novas galinhas, mas desta vez mais pequenas, e já adultas. Mas como estas 3 novas galinhas ocupam o espaço de uma das normais, e metem ovos de metade do tamanho, a produção ainda não estava como gostávamos que estivesse…

Por isso este domingo que passou, aproveitámos que o mercado era o mesmo onde compramos as três ultimas e lá fomos todos contentes comprar mais 3, que são ainda mais pequenas, mas talvez por comerem mal e serem mais novitas, convencidos de que tudo ia correr bem… não podíamos estar mais enganados, assim que as metemos no galinheiro todas juntas, aquilo parecia uma arena tirada directamente do “Spartacus”.. o horror… rapidamente as separámos e fomos ler um pouco.

Aparentemente a galinha é um animal estupidamente territorial e sofre de um grave sintoma chamado de “Pecking order”, desculpem, não encontrámos a tradução. Por isso é que aquilo estava a acontecer, decidimos tentar na mesma deixa-las juntas para ver o que dava, e ao fim de 1 dia e meio decidimos que tínhamos que fazer qualquer coisa mais drástica, porque:

  • As galinhas mais antigas deixaram de por ovos
  • As galinhas mais novas, apropriaram-se do dormitório, e por isso nao comiam nem bebiam agua, com este calor podem imaginar o que iria acontecer se assim ficassem mais um dia… 🙁

Optamos por fazer algumas alterações na Villa Faneca™ deixando assim dois espaços de quintal com apenas uma rede a dividir o que providencia que elas se consigam ver/cheirar e a pouco e pouco vamos tentando a integração de todas. Esperamos que corra bem.

O resultado final ficou este, e logo assim que as conseguimos apanhar e colocar uma a uma na nova “casa” não fizeram outra coisa a não ser comer e beber agua. Na questão do dormir, como as noites teem estado quentes e elas teem la palha, acomodam-se umas com as outras e sobrevivem 🙂

Esta situação, não deverá demorar mais do que duas semanas, por isso estamos com esperança que tudo corra bem. De qualquer maneira ficámos a saber que em futuras adições de galinhas ao Villa Faneca™ temos que ser muito cuidadosos…

Os Bichos da Seda…em 2012/06/09

E este ano ainda não tínhamos falado deles, mas a realidade, é que se o ano passado vieram cá para casa 30 bichos da seda, este ano, temos umas centenas… e não estamos a exagerar:

Na fotografia só se veem alguns, porque tínhamos acabado de colocar as folhas e eles estavam ainda a passar para cima delas, ou melhor a comer o caminho a dentada.

Para terem uma ideia, já demos:

  • 30 bichos para a escola
  • 30 para a família
  • 30 para amigos
  • 30 para outros amigos

E continuamos com duas caixas cheias que comem uma media de dois sacos de folhas por semana. 🙂 por isso este ano quando começarem a fazer casulos, não sabemos onde vamos por tanto bicho. Já começamos a guardar rolos de papel higiénico para fazer os suportes para os casulos.

Um das Gemeas está Doente…

Já tínhamos reparado no fim de semana que uma das gémeas estava sempre a “bater choco” ou seja estava sempre no topo do galinheiro a dormir…

Estranhámos isso acontecer uma vez que a rapariga era tao mexida quando veio cá para casa, mas não nos preocupamos muito. Mas começámos foi a achar estranho que à noite ela não ia para dentro do dormitório e ficava ali a porta, foi quando decidimos investigar.

Quando na segunda feira a noite as metemos para dentro reparamos que mesmo a andar e com a luz acesa, ela não abria um dos olhos, pronto, estava explicado porque é que achávamos que ela estava sempre a dormir, porque o olho fechado é do lado que nós víamos.

Quando a agarramos reparamos que o olho esquerdo estava bastante inchado e quase não abria mesmo com ajuda nossa, e quando finalmente com a ajuda de muito soro fisiológico lá conseguimos que abrisse saltou lá de dentro algo que quase parecia uma lente de contacto, e o olho ficou menos inchado… Passamos o dia de ontem de duas em duas horas a pegar nela e a lavar-lhe com abundância o olho com soro fisiológico, e ao fim do dia já estava menos inchado e ela já abria o olho por si mesma, a foto que colocamos aqui foi a meio da tarde, mas ja perto da noite o olho ja era um olho normal, mesmo apesar de ela teimar em não o abrir, talvez por extrema sensibilidade?!?.

Hoje de manhã levantamo-nos as 5:30am para tratar dela antes de sairmos para trabalhar e o olho já estava novamente muito inchado, achamos que já não vai la sem algum remédio, só não sabemos o que dar. Voltámos a lavar com abundância com soro fisiológico, a ver se ajuda, mas tá difícil…

O problema maior é que em Portugal não há muitos veterinários, na cidade, para este tipo de animais, ou seja arranja-se facilmente um veterinário que trate de um Furão, ou de uma Chinchila, mas um animal comum como uma galinha, não encontramos, por isso estamos sempre dependentes de “mezinhas” caseiras, ou da sorte, ou da Internet, que normalmente nos leva para sites americanos, já estamos inclusive na fase de comprar antibióticos para animais pela eBay…

Só queríamos mesmo saber o que dar, ou o que fazer, ou se tem cura. Enfim, vamos a luta e vamos dando aqui mais detalhes, é apenas mais uma fase dura de quem tem animais de quinta…

Nota: Se alguém souber de algum medico ou alguma avó/avô/tio/tia/etc que nos possa dar uma dica ou alguma ajuda, agradecíamos muito, não queríamos perder esta nossa pikena… OBRIGADO!

As Galinhas…e o Antibiótico…

Sim, leram bem, o antibiótico. Há alguns dias tínhamos reparado que a Gertrudes estava constantemente a “espirrar” não sabemos se será este o termo correcto, mas a realidade é que era o que parecia. Fomos a net pesquisar um pouco e chegámos à conclusão que aparentemente era normal, desde que a galinha:

  1. Continuasse a comer normalmente
  2. Continuasse a beber agua
  3. Não tivesse nada junto as vias nasais.

Ora como todos os dias verificávamos e todos estes pontos estavam ok, nunca nos preocupamos muito, até este sabado de manha que achamos a Gertrudes muito mole quase sem conseguir andar e reparamos que tinha então algo junto às vias nasais e ainda se notava bastante dificuldade em respirar.

Estava na altura de irmos comprar qualquer coisa para tratar disso. 10 minutos depois, estávamos de volta com um produto chamado Vetmaia a versão mais forte, porque no estado que ela estava, tinha que ser.

Lemos as indicações na caixa e reparamos que apenas dizia que era indicado para Aves decorativas e ficamos preocupados, mas nada que um telefonema para os fabricantes, que nos atenderam ao sábado, não resolvesse e chegássemos a conclusão que se podia e devia administrar este produto o mais rapidamente possível.

Consiste em uma colher de sopa por cada 5 litros de agua, mudar a água todos os dias, durante cinco dias. Mas antes disso ainda tratamos de limpar bem a zona respiratória da Gertrudes que não achou muita piada.

Como a mistura é feita na água, todas as miúdas vão beber o antibiótico, mas também nos foi dito que não fazia mal, e que até era recomendado para prevenir aumento de infeções.

No dia seguinte a Gertrudes já estava melhor e sabemos isso porque já andava novamente a implicar com as mais pequenas 😉

Agora é só esperar pelos cinco dias passarem e ver como corre, ontem ela ainda espirrava de vez em quando…

Nota: O mal de ter galinhas como animal de estimação é que não há muitos veterinários que tratem de galinhas, por isso temos que depender um pouco do conhecimento social e de alguns sites online…

 

 

 

Os Novos Ovos…

Como indicámos pelo post anterior temos 3 novas miúdas, e logo no primeiro dia presentearam-nos com um belo ovo.

Mas só quando se vê é que realmente nos apercebemos da diferença de tamanho dos ovos de uma “cócó” para uma galinha das outras.

E nada melhor do que chegar a casa e no mesmo dia termos dois ovos, um de cada uma delas:

O da esquerda é da Gertrudes e o da direita é de uma das outras três, ainda não conseguimos perceber bem quais é que estão a pôr ovos e quais é que não estão, mas eu diria que apenas uma delas é que não está a pôr. É cá um feeling!

Este fim de semana vamos fazer ovos estrelados e depois mostramos por aqui as fotos 😉

PS: Entretanto as quatro la se vão dando melhor, o pior é mesmo na hora de dormir que é cá um regabofe que a Gertrudes não deixa as outras entrarem para o dormitório, é sempre a rir. Um dia destes filmamos para depois colocar aqui.

As Novas Miudas…

Este domingo finalmente conseguimos ter tempo para ir ao mercado do Pinhal Novo e comprar as nossas novas miúdas. É certo que se podem comprar galinhas noutros locais, mas este tipo especifico estava difícil de encontrar.

Mas agora é que foi, compramos 3 galinhas do tipo cócós, também conhecidas por galrrichas ou outros nomes. São mais pequenas, mas muito mais pequenas que as que tínhamos, sendo que agora a Gertrudes ficou um pouco estranha com estes novos seres parecidos com ela mas que são mais pequenos.

Também desta vez não comprámos pintos, mas sim já formadas e inclusive ontem tivemos logo uma surpresa que uma delas pôs logo um ovo.

E sem mais demoras apresentamos:

Para terem uma ideia do tamanho, isto são galinhas adultas e nesta caixinha onde vinham estas três, não cabia la a Gertrudes 😉

As duas iguais são as Gémeas e a outra ainda não tem nome 😉

Para já parece que as 4 se estão a dar bem, sendo que a Gertrudes não acha muita piada a estes pequenos seres se meterem no espaço dela.

Pintámos o Quintal da Villa Faneca™

Já foi há coisa de dois fins de semana, mas mais uma vez não tivemos tempo de colocar aqui o post a falar disso.

Isto já devia ter sido feito à mais tempo para proteger a madeira da chuva e da humidade.

O antes:

Decidimos manter as mesmas cores, sendo que os postes verticais ficariam de branco e os horizontais de vermelho, também decidimos pintar só por fora, lá mais para a frente pintaremos por dentro.

E o depois:

Não há duvida que ficou com muito melhor aspecto, não? 🙂

Nota: Aproveitámos para pintar as portas que andámos a fazer para acesso ao dormitório, fica só a faltar pintar a rampa de acesso.

A Porta Nova da Villa Faneca™

Quando no passado dia 20/12/2011 fizemos a abertura nova para as miúdas entrarem guardamos logo as tabuas que cortamos para mais tarde fazermos uma porta e fecharmos a noite, impedindo assim que elas andassem pela noite fora na rua ou que tivessem frio.

E foi à mais ou menos dois fins de semana que o fizemos. Vamos entao agora falar um pouco sobre o processo.

O processo foi simples, usamos os bocados de madeira que cortamos para fazer a porta e com uns restos de madeira fizemos a moldura. Desta vez, ao contrario do que é habitual decidimos fazer com esquadria.

Em seguida e usando um pouco de corda, duas dobradiças e alguns parafusos, e ainda umas argolas de resto de um candeeiro e pumba, tinhamos uma porta que dá para abrir e fechar sem termos que entrar no galinheiro.

Simples, rápido e pratico 🙂

Mais um projecto que ate nem se pode dizer que tenha corrido mal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...