O Nosso Compost Tea…

Já foi há coisa de duas semanas que o fizemos e aplicámos nas nossas SFG’s, mas só agora tivemos tempo de reunir as fotografias e descrever um pouco o processo.

Então pelo que tínhamos escrito no post Compost Tea as coisas necessárias para fazer Chá de Composto são:

  • Um balde (18 litros pelo menos)
  • Um bocado de composto (nas quantidade correctas)
  • Agua (preferencialmente da chuva)

Ora bem, nós tínhamos tudo menos a água da chuva, mas tínhamos lá um garrafão de agua que já tinha mais de uma semana, por isso já não tinha cloro, logo era perfeita. Coincidência ou não, nesse dia depois de começarmos a fazer o Chá de Composto começou a chover e conseguimos mais um balde de água, o qual usamos para fazer ainda mais chá. 🙂

Mas vamos ao processo:

Para colocar o composto dentro de água usámos uma velha meia de vidro com bocados de composto que tirámos do nosso contentor de composto, há quem coloque directamente, mas depois implica “filtrar” a água antes de deitar na terra, por isso achámos que assim era mais simples. Colocámos tudo dentro do balde e pendurámos a “meia” é importante que não fique nenhum dos lados encostado nem ao fundo nem as paredes do balde, porque assim a água circula por todo o lado.

Usamos duas bombas, uma para gerar as bolhas de oxigénio, que é a que se vê na foto e outra, que é um velho filtro de aquário, sem o filtro, para fazer circular a agua dentro do balde.

E pronto, basicamente foi deixar isto a “marinar” durante 3 ou 4 dias, pensamos que não é preciso tanto tempo, mas como não tínhamos a bomba para circular a água logo de inicio, quisemos deixar mais 1 dia, just in case.

Depois dos 4 dias a “marinar” desligamos tudo e tinha um aroma que segundo o que lemos é o correcto, ou seja, cheirava a terra molhada, tipo assim quando caem as primeiras chuvas :). (Se cheirar a podre, deitem fora e comecem de novo)

Em seguida foi só pegar no balde e literalmente ir entornando o chá de composto por cima das plantas, aproveitando não só para regar as raízes como mandar algum chá para as folhas.

Há ainda outros sites que dizem para usarmos isto em 10 para 1 ou seja 10 doses de água para 1 de chá, mas como outros dizem para aplicar directamente, olha, arriscámos e metemos directamente.

Conclusões:

  • Coincidência ou não, os morangos que estão a nascer agora são bem maiores que os primeiros que tivemos :).
  • Dizem para, opcionalmente, adicionar melaço sem dióxido de enxofre, mas como infelizmente não conseguimos arranjar sem o dióxido de enxofre optamos por não colocar o melaço.
  • Para a próxima queremos fazer em mais quantidade e talvez usar um regador para a agua sair mais dispersa e ser melhor aproveitada.
  • Isto pode ser aplicado de duas em duas semanas, mas nós vamos para já aplicar uma vez por mês. E vamos vendo como corre.

Mais um projecto 😉 em termos de chás, falta-nos agora experimentar o Nettle Tea aka Cha de Urtigas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Trackbacks Comments
Leave a Comment