Stewie – O Nosso Roborovski…

Ele dá tão pouco trabalho e faz tão pouco barulho que ás vezes até nos esquecemos do que foi um dos primeiros “habitantes” animal da vida dos Fanecos.

Já o temos à mais de dois anos.. nunca foi muito “domesticável” mas também é uma das características deste tipo de hamster, mas por outro lado tem a vantagem que não cheira mal como os hamsters maiores, e antes de ser crucificado por amantes de hamster deixem que vos diga, que sim nos sabemos que os hamsters não cheiram mal, mas se, e apenas se, a gaiola tiver uma manutenção decente. E agora se vos dissermos que não limpávamos a gaiola a este rapaz a mais de 2 meses e mesmo assim não deitava cheiro? 😉

Pois bem, mas no outro dia teve que ser, e foi quando ele se deixou fotografar pela Faneca, pena que esteja por trás das grades, mas para um rato com 5 cm’s de comprimento o melhor mesmo é não o deixar a solta no quintal 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comments
  • Faneca says:

    è lindo o nosso primeiro menino 🙂

  • Grande Stewie!
    Cá em casa temos uma provável namorada para ele…!
    A nossa Roborovski chama-se Juju, temo-la há 1 ano e é uma fêmea muito reservada…
    Vou publicar uma foto dela nos seus aposentos.

  • santos466 says:

    também anda por cá um! 🙂 não dá trabalho nenhum! Cuidado com as procriações, foi devido a isso que eu fiquei com ele. São bichos solitários e os casais reproduzem-se muito mas depois não são sociáveis nem com a esposa nem com os filhos. Para safar a minha cunhada que sem querer comprou um macho e uma fêmea fiquei com o “pai” e com um “filho” , a minha cunhada ficou só com as fêmeas. Devo dizer que enquanto o mais novo não tinha se tornado adulto , tudo tranquilo….depois foi a lei do mais forte o o velhote não sobreviveu. # “There can be only ONE” #
    Não tenham pena dele que na vida selvagem são mesmo assim….juntam-se só para ….coiso….depois cada um faz-se à vida! Conheço pessoas assim! ahahhahahahahha

  • rechena says:

    Hehe, nós também no inicio tínhamos dois machos, mas depois de muito soro fisiológico a tratar das feridas um do outro optamos por separa-los em duas gaiolas, infelizmente um deles já morreu e agora só temos este, que estranhamente era o que ficava mais ferido nas batalhas 😉

    Bem, como dizem, o que não te mata, faz-te mais forte hehe…

Leave a Comment